Casa Silva Freire

- esta casa é sua, vem morando...

                          ouça minha alegria musical

(SILVA FREIRE, Trilogia cuiabana, vol.1, p.29, 1991)

Notícias

​Casa Silva Freire inicia trabalho como Ponto de Cultura

14/09/2017 às 14:49

A Casa de Cultura Silva Freire está em festa! Mas, bem antes deste mês de setembro - em que se comemora o aniversário do poeta Benedito Sant’ana da Silva Freire (20.09) - a entidade já tem muito a comemorar. É que desde o primeiro semestre deste ano foi alavancada ao posto de Ponto de Cultura integrante da Rede de Pontos de Cultura de Mato Grosso em edital da Secretaria de Estado de Cultura (SEC) para desenvolver oficinas de arte e literatura na Escola Municipal de Educação Básica (Emeb) Silva Freire dando espaço, vez e voz para as crianças apresentarem o resultado desse processo ao público na terceira edição do evento “Arte e Cultura na Mandioca”. Este novo patamar foi possível graças não só pela Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso como também do Ministério da Cultura (MinC).
 
Com a rede à qual a entidade agora faz parte, a SEC visa o desenvolvimento, articulação e fortalecimento da Política Nacional de Cultura Viva no Estado. Sendo assim, nas oficinas que vão acontecer nos dias 20 e 23 de setembro, na Escola Municipal de Ensino Básico (Emeb) Silva Freire, o Ponto da CCSF vai trabalhar para o fortalecimento da Proposta Pedagógica intitulada “Bugrinho, Rondon e nós: sonho que se sonha junto desde Mimoso”. E na ação de apresentação do resultado deste projeto que poderá ser vista na terceira edição do Arte e Cultura na Mandioca, em 9 de dezembro, vai ajudar no incentivo da ocupação criativa do Centro Histórico, fomentando a literatura, a leitura, a economia criativa e solidária.
 
A proposta pedagógica da Emeb Silva Freire tem como referência a vida e obra do poeta Silva Freire, que é patrono da escola e cujo apelido de infância era “Bugrinho”, sendo conterrâneo do Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon pelo qual nutria imensa admiração, além de ter influenciado suas ações e atitudes com base em valores éticos. O grupo deu início ao planejamento da cronograma de trabalho no último dia 6, quando estiveram na casa da presidente da CCSF, Leila Barros: Larissa Spinelli (diretora); Adriana Nascimento (Assessora de Imprensa); Luci Mary Dias Rosal (Fotógrafa); Fernanda Gandes (produtora cultural); Sernon Nonres (documentarista); Gabriel Lucena (assistente de Produção) e Juliana Segóvia (produtora cultural).
 
A diretora da CCSF, Larissa Spinelli, explica que, cooperar com o fortalecimento dessa proposta pedagógica por meio de atividades que relacionem arte, cultura e educação significa contribuir para que a escola alcance os objetivos de educação para todos (EPT), promovendo estruturas de oportunidades para o desenvolvimento e aprendizagem das crianças por meio das linguagens artística e literária para que o processo de alfabetização seja significativo, ampliando a leitura de mundo e oportunizando a autoria infantil. Também propicia, segundo ela, a equipe escolar e aos integrantes da comunidade do bairro Itapajé, onde a escola está localizada, a experimentarem processos de criação, fruição e produção artísticas autorais. Por outro lado, fomenta a economia solidária e criativa na medida em que divulga e promove a produção literária, gastronômica, artística e cultural oportunizando ainda a comercialização, o incentivo à leitura, o acesso à produção e crítica literária brasileira e mato-grossense.
 
Ao todo serão realizadas quatro oficinas de arte e literatura por meio das linguagens das artes visuais, audiovisual e música na Emeb Silva Freire. Serão duas oficinas para crianças do 2º ciclo do Ensino Fundamental, uma para a equipe escolar e uma para a comunidade. Nas oficinas será utilizado como referência o poema Rondon: Silêncio Orgânico de Flores, de autoria do poeta Silva Freire e o público vai poder conferir o lindo resultado dessa atividade será apresentado no “Arte e Cultura na Mandioca”, que vai acontecer no espaço da Casa Silva Freire, situado no Centro Histórico de Cuiabá. A expectativa dos organizadores é que a ação auxilie a escola a propiciar novas experiências da criança com a cidade e a cultura local.
 
A vivência desse momento (Arte e Cultura na Mandioca), que vai oferecer ao público um festival literário, mostra de arte, artesanato e moda e feira gastronômica - e que conta com o Gran Bazar Pac e a Bendito Santo Ateliê como parceiros -, conforme os organizadores, é ampliar a parceria entre a CCSF e a Emeb Silva Freire através de articulação e mobilização de rede de parcerias para promover a melhoria da qualidade de ensino.
 
Larissa informa ainda que a proposta ora apresentada possibilita a continuidade das ações em desenvolvimento pela Casa de Cultura Silva Freite desde 2008 e contribui para fortalecer o trabalho pedagógico da Emeb, que se encontra em estágio avançado, com a participação de toda equipe escolar, além da sustentação e acompanhamento de pesquisadores do Grupo de Pesquisa em Psicologia da Infância (GPPIN/UFMT/IE), da assessoria técnica da Casa Silva Freire e da Secretaria Municipal de Educação. É esperar para ver!
 
Acompanhe as ações das atividades do Ponto de Cultura no site www.casasilvafreire.org.br , na fanpage Casa Silva Freire e no twitter casasilvafreire .

Fonte: Adriana Nascimento – Fruthus Comunicação - Foto: Luci Mary Dias Rosal

​Casa Silva Freire inicia trabalho como Ponto de Cultura
 
Av. 08 de Abril, 2850 - Popular - Cep 78.045-380 - Cuiabá - MT
(65) 3322-9625 - contato@casasilvafreire.org.br
Sitevip Internet